| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

Introdução aos Pronomes

Page history last edited by Inpi 9 years, 9 months ago

Este Ficheiro encontra-se aqui

Introdução aos Pronomes

Segundo a Gramática Clássica

1. Noção breve 2. Variação 3. Subclasses

 

1 Pronomes são palavras que substituem nomes.

 Também podem substituir grupos nominais inteiros, isto é, expressões   que, para além do núcleo – um nome – podem incluir determinantes, adjectivos e outros pronomes. Podem substituir ainda uma frase inteira.

Ex. “Dizem que os óvnis desembarcaram na Praia dos Pescadores. Isso é verdade? Ninguém o viu.

2 Etimologia – do Latim Pro (em vez de) + Nomen (nome) = “Em vez do Nome”.

 

 

3 Variação – Os pronomes podem variar em género e número. Os pessoais e os possessivos variam em pessoa. (Os demonstrativos também incluem uma referência às três pessoas gramaticais.). Alguns pronomes são invariáveis.

 

 

4 Subclasses – Os pronomes distribuem-se por 6 subclasses diferentes, consoante a determinação que atribuem ao nome que substituem.

 

 

4.1 Pessoais – indicam as pessoas gramaticais. São a única subclasse de palavras que apresenta casos em Português.

Ex: Eu, tu, ele, nós, vós, eles – pronomes pessoais com função de sujeito.

* Ver os apontamentos relativos a estes pronomes.

 

4.2 Possessivos – indicam posse.

Meu, teu, seu, nosso, vosso, seu.

Nota – A 3ª pessoa do singular e do plural apresentam a mesma forma, porque o atributo de posse se refere ao número de possuidores e não ao número de coisas possuídas.

Ex.  “A sua casa (de vários proprietários; deles) situa-se na Avenida principal.”

 

 

3.3 Demonstrativos – indicam posição no espaço (este espaço pode ser físico ou psicológico)

Este, Esse, Aquele, O Outro, O Mesmo, O Tal.

Ex. “Os outros assuntos já estão resolvidos, mas esse ainda não.” (Aqui, “esse” refere-se a um assunto que está a ser tratado, refere proximidade no espaço psicológico da conversa).

 

3.4 Indefinidos – indicam quantidade ou identidade vaga.

Algum, Nenhum, Todo, Certo, Muito, Pouco, Outro, Tanto, Qualquer, Cada, Alguém, Ninguém, Tudo, Nada.

 

 

3.5 Interrogativos –indicam, simplesmente, que se faz uma pergunta. (é o único traço que os distingue dos pronomes relativos. 

 Quanto? Qual? Que? Quem? Onde?

 

3.6. Relativos – Referem-se sempre a um nome que substituem e introduzem, sobre ele, uma nova afirmação.

Quanto, Qual, Que, Quem, Onde.

Ex  A Casa que procuro há-de ter um jardim onde crescem flores raras.

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.